Taxistas também pressionam governo a falta de líder, dificulta seus interesses

Assim como todo cidadão, do mesmo modo, o taxista é afetado pelas manifestações ocorridas nos últimos dias. Afinal, esses lutadores também batalham por melhores condições de vida e trabalho. A falta de líderes dificulta seus interesses. Seus sindicatos estão em não de pessoas, que esqueceram completamente a classe. Até para conseguir alguns centavos na tarifa para oferecer um melhor serviço, cada vez mais vem ficando  difícil. A defasagem do serviço de táxi da cidade chega aos 20%. Se a situação não mudar, em breve, São Paulo terá uma frota sucateada a exemplo do Rio de janeiro, que ainda tem táxis circulando com 15 anos de uso.

Os protestos ganharam maior visibilidade por conta de um evento internacional. A Copa das Confederações da FIFA mostra as falhas e deficiências do sistema público brasileiro. A corrupção é um dos principais motivos que levaram milhões de pessoas às ruas. Os enormes gastos e as falhas de projetos arquitetônicos de estádios compõem o cenário de incompetência.

É preciso revisar todo o processo político brasileiro. Fazer uma limpeza em todas as Câmaras de vereadores, deputados e senadores. A reforma política, tão adiada, hoje é urgente. O povo já não aguenta mais tanta promessa sem nada se concretizar.  O controle dos gastos públicos é outro fator que merece atenção, bem como a Saúde em nosso país está sucateada, o povo morrendo dentro dos hospitais, que falta tudo.

A Educação, nem se fala, o Transporte em muitos lugares é uma verdadeira lata de sardinha, que deveria ser considerado um direito social. E responsabilidade de todos que representam o povo, principalmente os executivos: prefeitos, governadores e presidente. A revolta de muitos leva ao vandalismo.

Toda a movimentação social de junho teve como motor a insatisfação quanto a condução geral do Brasil. Mas há motivos pontuais, específicos de cada segmento que merecem atenção, de seus governantes.

É preciso rever a condição do taxista em São Paulo. Quando é criado uma faixa ou corredor de ônibus deveria ser levado em conta o atendimento do serviço de táxi, que é o cartão de visita de quem chega. Cada dia mais tem se criado dificuldade para esses trabalhadores, que precisam das ruas e avenidas para viver servindo os passageiros, que se utilizam deste meio de transporte.

Se analisarmos bem a insatisfação popular do momento, vemos que os caros estádios de futebol foram construídos com base no critério europeu. Deixou-se de lado a cultura nacional para construir estádio onde não há futebol. De fato, ficaram muito bonitos. Porém, caros e vazios.
   

Visitantes online

Temos 21 visitantes e Nenhum membro online

Links Interessantes: Coruja Feed  | Agência Igloo Digital