O que podemos fazer para diminuir a violência?

Os recentes números divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo mostram que o número de homicídios dolosos diminuiu no estado. Mas, porque será que a nossa sensação de insegurança é cada vez maior? Talvez porque os números diminuíram, mas ainda assim os casos de violência são assustadores.

Existem os crimes que infelizmente nunca saem dos noticiários, como latrocínios, roubos de cargas, roubos de veículos, e existem também os crimes da moda. Há pouco tempo atrás se explodia um caixa eletrônico por noite, mas agora essa modalidade criminosa parece que está em desuso. Por outro lado, os casos de seqüestros e seqüestros relâmpagos têm crescido muito, e dada à natureza horrenda deste tipo de crime, o trauma de passar por uma situação dessas acompanha as vítimas por muito tempo, e em alguns casos até um tratamento psicológico é fundamental para a recuperação.

Quando falamos de táxis, então, o assunto violência sempre acaba em pauta. Em conversa com taxistas recentemente ouvimos que a polícia faz a parte dela, mas quando se prende um bandido aparecem três no lugar. Não temos como saber se essa estatística está correta, mas o medo está estampado nos olhos dos profissionais da praça. Um pai de família não sabe se retornará para o seu lar ao sair de manhã com seu carro. E esta cena se repete em milhares de lares espalhados pelo Brasil.

Um país que está investindo bilhões em obras para mostrar ao mundo que é capaz de receber uma Copa do Mundo e uma Olimpíada, que possui ambições de trazer a Expo 2020, uma exposição mundial, para São Paulo, deve ter a capacidade de deter criminosos que aterrorizam os trabalhadores. Se a polícia age e a justiça não tem meios para manter os criminosos presos, precisamos pensar em mudar essa realidade elegendo nas próximas eleições deputados que votem leis mais duras. Se não concordamos que menores de 16 ou 17 anos aterrorizem, matem e dêem risada, pela certeza da impunidade, é nosso dever como cidadãos eleger pessoas comprometidas com a aprovação da redução da maioridade penal.

A polícia faz a parte da investigação e prisão, e nós, como cidadãos, temos em nossas mãos o poder de mudar as leis que não concordamos, simplesmente votando em políticos que representem os nossos desejos de mudança. Antes de se decidir por um candidato nas próximas eleições, pesquise o que ele já fez pela sua categoria profissional, pela cidade, por todos os cidadãos. A segurança é dever do estado, mas o nosso dever é eleger pessoas que nos representem.

Visitantes online

Temos 29 visitantes e Nenhum membro online

Links Interessantes: Coruja Feed  | Agência Igloo Digital