Folha do Motorista SP
Edição online | Edições em PDF
Folha do Motorista RJ
Edição online | Edições em PDF

Mais de 3 mil viúvas de taxistas ainda aguardam as autorizações de táxi de seus falecidos maridos

A despachante Helena busca soluções para as herdeiras desses trabalhadores


Apesar das muitas promessas, as viúvas de taxistas ainda enfrentam  problemas para receber as autorizações de táxi que seus falecidos maridos deixaram. Segundo Helena Despachante, mais de três mil senhoras enfrentam uma verdadeira maratona de espera pelo benefício.


A despachante fala das dificuldades encontradas pelas viúvas de taxistas:


“Elas tem que tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), que
demora muito. E os carros dos falecidos maridos às vezes passam do prazo legal de utilização como táxi, que é de no máximo cinco anos de uso. Elas precisam comprar outro veículo e dependem do táxi para sobreviver”, disse.


Helena é constantemente procurada por viúvas de taxistas para solucionar o problema:


“Os processos estão demorando muito. Tudo porque são pedidos muitos documentos que elas não têm condições de tirar no momento. Sem documentação não é possível ser taxista. Você não pode passar a autorização para o próprio nome. Tem processos parados há três anos”, explicou.


Segundo Helena Despachante, a prefeitura tem mais de 3.000 viúvas em processo de benefício de autorização de táxi.


“O que a Prefeitura pode fazer é um decreto especial concedendo maior prazo de uso dos veículos dessas viúvas utilizarem na praça. Até elas resolverem o problema”, sugeriu Helena.


Enquanto isso não acontece, Helena aconselha às viúvas que encontram dificuldades para registrar o táxi em seu nome a passar a autorização para o filho maior de idade e habilitado. Mas muitas dessas viúvas não têm filhos. Ficam na dependência da Prefeitura e da CNH.

Curta a Folha do Motorista

Visitantes online

Temos 22 visitantes e Nenhum membro online

Links Interessantes: Coruja Feed  | Agência Igloo Digital