Folha do Motorista SP
Edição online | Edições em PDF
Folha do Motorista RJ
Edição online | Edições em PDF

Taxistas se unem em busca de um atendimento de excelência

777TransexecutivoGrupo formado por taxistas do Táxi Preto quer recuperar passageiros e mudar a imagem do segmento para a sociedade

 

Há quatro meses um grupo de taxistas se uniu e decidiu formar o Grupo TransExecutivo, com o objetivo de prestar um atendimento de excelência no serviço de Táxi Preto em São Paulo. Aliando profissionais que vieram das mais diferentes áreas e com competências distintas, como advogados, administradores, contadores, entre outros, o grupo acredita na nova categoria e nos seus diferenciais para conquistar cada vez mais passageiros.


O grupo de transporte executivo é composto, no momento, por 36 taxistas, que possuem o mesmo perfil para a proposta e missão de trabalho. O grupo atua também de uma forma educativa, compartilhando conhecimentos jurídicos, sindicais e políticos.


“Nós buscamos a valorização do profissional do táxi, em um momento em que a mídia mostrou a categoria de uma forma desfavorável”, afirmou Lucimar Gonçalves, assessora de articulação político sindical e de gestão pública.


Todas as decisões do grupo são pautadas na democracia, com reuniões e votações. Mesmo com um organograma com funções bem definidas, os membros opinam e votam em cada item proposto, segundo o Coordenador Geral Marcos Vargem. “A participação é importante porque precisamos do empenho de todos para colocar em prática nossas diretrizes”.


Para os taxistas que recentemente foram chamados para a 6ª lista de espera dos Táxis Pretos, o vice- coordenador do grupo, Jackson Fagundes, envia uma palavra de ânimo. “Nós temos que acreditar em nossos objetivos. O táxi preto foi criado para ser diferente, e hoje as pessoas se preocupam muito com os problemas e obstáculos que estão em volta, e deixam de focar em seu próprio objetivo”, afirmou.
De acordo com o coordenador Marcos, os taxistas do Táxi Preto querem, com o tempo, reconquistar os passageiros perdidos para outras modalidades de transportes, e fidelizar esse cliente. “Nosso objetivo é que os moradores de um bairro vejam o nosso ponto de táxi como referência, conheçam nosso atendimento e se surpreendam com a excelência do serviço que prestamos”, finalizou.

 

DIÁRIO OFICIAL DE 07/10/16
Portaria nº 214/16 - DTP. GAB.
Estabelece o ponto privativo nº 3073 (C.L.P. 17.10.093), para estacionamento de táxi, categoria Preto, na Rua Castilho, lado impar, entre Rua Conceição de Monte Alegre e a Rua George Ohm, perfazendo 30 metros de extensão, capacidade para 6 vagas, índice de rotatividade igual a 3 carros por vaga, totalizando 18 carros.


Agradecimento:
“Prezado Senhor vereador Salomão Pereira o GRUPOTRANSECUTIVO (GTE), agradece imensamente pelo auxilio com relação a sinalização vertical do nosso ponto. Faltando apenas a sinalização do solo, Lucimar Gonçalves. Mensagem enviada em 31 de outubro. “Lucimar, até o final da semana, com certeza, será realizada a sinalização de solo. Caso não ocorra, favor entrar em contato com o meu assessor Coronel Conrado”.

 

Atendido em 15 dias

Os serviços de pontos de táxi que estão sendo executados é fruto de uma emenda de R$ 750.000,00 que destinei para o CET, especificamente para o setor de atendimento ao serviço de sinalização de pontos de táxi. “Quando a Lucimar Gonçalves, me procurou encaminhei para o meu assessor Coronel Conrado, providenciar junto ao CET a sinalização, assim concluiu em menos de 15 dias. Todos os pedidos de sinalização e criação de ponto de táxi que chega ao meu gabinete, sempre tiveram prioridade. Ante de este vereador chegar a Câmara Municipal, para o taxista ser atendido com um pedido de sinalização ou criação de ponto, demorava mais de dois anos.. Nestes 13 meses como vereador, sinalizei mais de 350 pontos de táxi”, avisou o vereador Salomão.

Curta a Folha do Motorista

Visitantes online

Temos 33 visitantes e Nenhum membro online

Links Interessantes: Coruja Feed  | Agência Igloo Digital