Folha do Motorista SP
Edição online | Edições em PDF
Folha do Motorista RJ
Edição online | Edições em PDF

Compare o custo por quilômetro rodado no GNV, gasolina e álcool

ComgásDiante do preço da gasolina, na maioria dos postos, o litro custa  R$ 3,399 para rodar 8 quilômetros na cidade, a um custo por quilômetro de R$ 0,44. Gastando por dia entre R$ 70,00 e R$ 80,00. O álcool custa em média R$ 2.899, o que equivale a 7 quilômetros rodados, a um custo de  R$ 0,42 por cada quilômetro rodado, gasto por dia em média R$ 60,00. Com a crise no setor dos táxis com os aplicativos  os taxistas estão dando prioridade para rodar com gás natural (GNV) que tem o custo de R$ 1,99, por metro cúbico, podendo rodar até13 quilômetros na cidade, a um custo de R$ 0,16 por quilômetro, gastando diariamente abaixo de R$ 25,00.

    Comparando gasolina, álcool e GNV, quem roda com gasolina economiza é de  R$ 50,00 por dia, 27 dias trabalhados economiza R$ 1.350,00. A diferença do álcool, comparado com a gasolina é muito pequena, a economia por dia é torno de R$ 20,00,  27 dias de trabalho  R$ 540,00, quem  dispensa o álcool e passa para o gás, economiza R$ 945,00 em 27 dias de trabalho. O suficiente para pagar a prestação do veículo, ou parte da parcela do GNV.  

         As convertedoras trabalham com Kit de  5ª geração, com parcelamento  de até 10 vezes. Quem  dispensa a gasolina pelo GNV,  em  dez meses economiza  R$ 13.500,00. Dispensando o álcool pelo GNV, a economia em dez meses é de R$ 5.400,00.

         Veja que não é vantagem dispensar a gasolina pelo álcool, apesar de ser mais barato, o consumo é maior.

         Outro agravante para quem roda na gasolina é pagar pelo litro do álcool, R$ 3,339 que é adicionado na gasolina. A mistura que anterior era de 25%, passou para 27%, em alguns postos essa mistura pode chegar até 50%. Com os motores  flex, não é possível notar diferença no funcionamento e sim o combustível que desaparece mais rápido do tanque do veículo.

GNV com isenção

   Em uma reunião do ex-vereador Salomão Pereira com o governador do Estado de São Paulo, Drº Geraldo Alckmin , com representante da Federação, onde o presidente da Federação solicitou ao governador a viabilidade de isentar do ICMS o cilindro e redutores para a instalação do GNV. O governador fez um alerta em tomar cuidado com posto que frauda o abastecimento e a qualidade.

     “Recentemente tivemos em um posto de bandeira branca, onde o combustível estava sendo vendido mais barato. Ao analisar a medição, de cada litro que registrava na bomba passa para o tanque 900 ml. Em 30 litros o consumidor perdia três litros. Além da mistura de álcool acima da quantidade, além de solvente que além de danificar o motor do veículo, aumenta o consumo. Fechamos o posto imediatamente”, citou  o governador.

    O único combustível que não tem mistura  é o gás. São Paulo, em dez anos, será o maior produtor de Gás Natural.” Descobrimos na camada do Pré-Sal, o gás natural. O gás, por ser limpo e não poluente, ainda gera uma grande economia para os taxistas que rodam com  essa modalidade energética. Neste momento, estamos discutidos ao lado dos senhores e o vereador  Salomão Pereira a isenção do ICMS para itens de GNV. Em breve podemos estar analisando o pedido”, prometeu o governador.

Curta a Folha do Motorista

Visitantes online

Temos 32 visitantes e Nenhum membro online

Links Interessantes: Coruja Feed  | Agência Igloo Digital