Copa X Eleições

Não tem jeito. É impossível o Brasil parar de falar em futebol em ano de Copa do Mundo, principalmente quando este evento esportivo se dá no próprio país. Mas, apesar do campeonato raro e envolvente, é preciso manter a visão nos problemas sociais que tanto nos afetam e motivam constantes manifestações por todo o Território Nacional.


A bola nem começou a rolar e já influencia as pesquisas eleitorais. Não houve alterações significativas entre as intenções de voto de cada candidato a presidente da República nos últimos dias. Quem trabalha no setor de táxi reconhece que ainda existem muitos problemas, tanto no campo da política quanto em relação ao sérico prestado. O futebol não pode ser um sedativo capaz de deixar sem ação os cidadãos diante das questões diárias.


Tudo indica que uma disposição mais tolerante será a tendência da população durante a Copa. O campeonato mundial de futebol será curtido por brasileiros e estrangeiros, com todas as falhas de organização já previstas. Mas os problemas sociais não serão esquecidos. Grupos de manifestantes preparam passeatas e pauta de reivindicações. Tentarão enfrentar a opinião negativa da maioria da população contra as manifestações violentas, como indica uma pesquisa do Datafolha.


Para os taxistas, a notícia é boa para quem atua em cooperativas. Apesar da concorrência com os aplicativos, a decisão do STF em considerar inconstitucional a cobrança de 15% nas faturas emitidas às empresas por serviços de táxi. Trata-se de um pleito antigo e que vai desonerar esses grupos de taxistas, com vantagens para as cooperativas.


É ano de Copa, é ano de eleições majoritárias. É bom lembrar na representação política que, depois do evento esportivo, o assunto tomará conta das rodas de taxistas. E as decisões vão interferir na vida política dos próximos quatro anos. Merece toda a atenção da categoria.


A Copa do Mundo é um negócio lucrativo para alguns. Os poucos taxistas que se prepararam para atender ao público, principalmente o estrangeiro, certamente terão mais condições de desempenhar um bom papel no campo do atendimento. Mas este preparo deve ser constate. A qualidade será o grande diferencial capaz de fazer com que o taxista sobreviva em seu ramo de atividade.

Visitantes online

Temos 56 visitantes e Nenhum membro online

Links Interessantes: Coruja Feed  | Agência Igloo Digital