Folha do Motorista SP
Edição online | Edições em PDF
Folha do Motorista RJ
Edição online | Edições em PDF

Autonomia de táxi é negócio da China para empresário do ouro em Hong Kong

Licença e carro custam mais de R$ 2 milhões e dão lucro de R$ 11.600,00

 

           

O que leva um proprietário de loja de venda de ouro a largar o negócio e comprar autonomias de táxi? A resposta é o lucro. Foi o que fez o comerciante de jóias de Hong Kong, Allan Shek que em julho de 2013 largou o negócio e adquiriu cinco táxis da cidade chinesa ao custo de R$ 2 milhões e trezentos mil cada uma. Apesar da alta cifra para nós brasileiros, os investidores chineses vêm mais vantagens nas licenças de táxi do que nos imóveis, cada vez mais caros.

 

De acordo com a agência Bloomberg, empresários honcongueses estão fugindo do setor imobiliário e investindo em táxis atraídos pelas facilidades oferecidas ao mercado. Enquanto o governo local adota medidas duras para financiamento de moradias, os empréstimos para a compra de carros e licenças de táxi na cidade chinesa têm juros de 2% ao ano. Um proprietário de licença de táxi consegue ter lucro com o carro que chega a U$ 5 mil por mês (cerca de R$ 11.600).

 

Hong Kong tem sete milhões de habitantes. É uma antiga colônia britânica convertida em cidade-estado em 1997, com regras próprias e diferenciadas da socialista República Popular da China, onde está localizada. Lá, as autoridades permitem ao investidor a aquisição de mais licenças de táxi. Os bancos oferecem financiamentos que chegam a 85% do valor do veículo licenciado.

 

Um taxista entrou na praça em 1976 e três anos depois comprou sua primeira licença. Hoje tem uma empresa local de agenciamento de táxis, graças ao baixo custo de financiamento da atividade. Chan Man-Keung diz que os últimos anos têm sido uma época boa para a compra de licenças de táxi.

 

Os investimentos de Hong Kong no setor de táxi subiram 80% desde 2009. Os negócios da praça viraram uma bolha de mercado, semelhante ao observado no setor de internet, anos atrás. O negócio está tão bom que o ex-comerciante de ouro pretende comprar outras 60 licenças de táxi.

Curta a Folha do Motorista

Visitantes online

Temos 54 visitantes e Nenhum membro online

Links Interessantes: Coruja Feed  | Agência Igloo Digital