Folha do Motorista SP
Edição online | Edições em PDF
Folha do Motorista RJ
Edição online | Edições em PDF

Motoristas pedem legalização dos 'cabritinhos' e fim das multas do Detro

Antigos permissionários de táxi são perseguidos por fiscais

Dezenas de motoristas dos chamados 'cabritinhos' pediram a legalização do meio de transporte oriundo dos táxis cariocas de modo a evitar qualquer pedido de licitação do setor e as constantes multas aplicadas pelo DETRO. Em reunião no dia 10 de setembro de 2013 no Palácio Guanabara, liderados pelo diretor do Sindvans-Rio, Valter Luiz Batista, o Valter do Cabritinho, eles apresentaram a proposta de legalização do Serviço de Transporte de Passageiro Complementar ao vice-governador Luiz Fernando Pezão, ao secretário municipal de Transportes da capital, Carlos Roberto Osório e ao vice-presidente do Detro, Alcino Rodrigues Carvalho.

Sem representatividade no Sindicato dos Taxistas, Valter foi acolhido pelo Sindvans-Rio, do qual é diretor. A reunião contou ainda com a presença do presidente da entidade, Adilson Honório e foi intermediada pela vereadora Tânia Bastos (PRB).

Os motoristas denunciaram abusos dos fiscais do DETRO que aplicam multas de mais de R$ 2.000,00 aos trabalhadores, além de tratarem os profissionais com desrespeito.

O vice-presidente do Detro disse que essa não é a orientação dada pelo Departamento aos fiscais. Anunciou que as operações de combate ao transporte irregular de passageiros estariam suspensas até que fosse definido quem são os motoristas legalizados.

O secretário Carlos Roberto Osório disse que vai agilizar o processo de legalização dos motoristas sem que haja necessidade de licitação. O vice-governador lembrou a legalização do transporte alternativo intermunicipal e a tranquilidade de sua operação.
Taxistas antigos

No inicio da década de 70, taxistas que tinham as antigas placas TN e TM foram transformados em táxi lotação pelo prefeito Marcos Tamoio. Eles tinham que atender às regiões mais íngremes da cidade, como morros e comunidades de difícil acesso com veículos utilitários pintados na cor dos táxis comuns. Desde então, foram esquecidos pelo Poder Público e também sofrem ameaças de licitação do setor.

Valter fez um panorama da situação do setor:

“O cabritinho está sofrendo represália, apesar de que a maioria é legalizada. Um decreto publicado pelo prefeito Eduardo Paes deu autorizações provisórias aos cabritinhos. Elas já venceram. E isso é contra a resolução do CONTRAN. O transporte ficou na ilegalidade.
Criamos uma comissão de transporte no Sindvans-Rio para reivindicar o governador e sensibilizar o DETRO em relação à fiscalização. Elaboramos e entregamos ao secretário uma minuta de decreto de STPC para legalizar o setor”, disse.

O secretário municipal de Transportes recebeu os sindicalistas e disse que o prefeito do Rio solicitou a continuação do processo de regularização dos cabritinhos.

 

Curta a Folha do Motorista

Visitantes online

Temos 59 visitantes e Nenhum membro online

Links Interessantes: Coruja Feed  | Agência Igloo Digital