Folha do Motorista SP
Edição online | Edições em PDF
Folha do Motorista RJ
Edição online | Edições em PDF

A cada 15 segundos um consumidor é vítima de fraude no Brasil

Dados do indicador Serasa Experian registram mais de 837 mil golpes no mercado

No Brasil, das 837 mil – uma vítima a cada 15,6 segundos - tentativas de fraudes registradas nos cinco primeiros meses do ano, o serviço de telefonia lidera o ranking, com 330.920 (40%) tentativas de golpe contra o consumidor, segundo indicador da Serasa Experian. Isso ocorre, porque o consumidor começa a se habituar a informar o número de identidade e CPF em sites fraudulentos.

De acordo com o indicador, em segundo lugar no ranking aparece o segmento de serviços, que compreende seguradoras, construtoras, imobiliárias e serviços em geral – pacotes turísticos, salões de beleza etc. –, com 268.628 tentativas de golpe, 32% do total ocorrido no período. A terceira colocação fica com os bancos e financeiras, com 159.129 tentativas de fraude, com 19% de participação. Em quarto lugar está varejo, com 65.643 tentativas de fraude, 8% do total. Em última colocação estão os demais serviços, que totalizaram 13.321, 2% do total do período.

Segundo a Serasa, é comum o consumidor fornecer seus dados pessoais em cadastros na internet sem verificar a idoneidade e a segurança dos sites. Entre as principais tentativas está a utilização de documentos falsos ou roubados para a solicitação de cartão de crédito, compra de bens pela internet, aquisição de automóveis e até mesmo abertura de empresas.

A Serasa aconselha ao consumidor evitar fornecer dados pessoas para pessoas estranhas, não confirmar números de identidade ou CPF por telefone. Outra medida é nunca perder de vista os documentos quando solicitados por outras pessoas. Informar identificação para participar de sorteios em lojas também pode se tornar um problema. Outras atitudes a serem evitadas são a inclusão de dados pessoais em redes virtuais de relacionamento. É importante manter atualizado o antivírus do computador pessoal.

Caso o consumidor for vítima de roubo, perda ou extravio de documentos, a primeira medida é cadastrar a ocorrência gratuitamente na base de dados da Serasa Experian, no link www.serasaconsumidor.com.br.  Depois, deve fazer um boletim de ocorrência. Assim, sempre que ele for consultado, o concedente de crédito saberá que se trata de um documento roubado e terá mais cuidado ao fechar um negócio.
 

Curta a Folha do Motorista

Visitantes online

Temos 53 visitantes e Nenhum membro online

Links Interessantes: Coruja Feed  | Agência Igloo Digital